ROT/ST – REGIME OPTATIVO DE TRIBUTAÇÃO DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (ICMS)

ROT/ST – REGIME OPTATIVO DE TRIBUTAÇÃO DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (ICMS)

 

INTRODUÇÃO

O regime de Substituição Tributária do ICMS, dada a sua natureza de antecipar a arrecadação tributária por presunção de fatos geradores futuros, disponibiliza o direito ao ressarcimento para os contribuintes e, o complemento de tributação para o Fisco Estadual.

Dessa forma, os contribuintes ficam diante de uma complexidade de procedimentos a serem seguidos a fim de prestarem as informações adequadas ao Fisco e, também, para que não sofressem tributação em excesso, visando indenização – o que lhe for de direito. Contudo, esse caminho exige um conhecimento específico, seja ressarcir, seja acrescentar valores do ICMS retido por substituição tributária.

Pretendendo a simplificação de procedimentos anteriormente citados, foi criado o Regime Optativo de Tributação da Substituição Tributária – ROT-ST, sobre o qual apresentaremos de forma básica

e objetiva.

 

1.RESSARCIMENTO DE ICMS-ST

A legislação do ICMS do Estado de São Paulo dispõe sobre as hipóteses em que o contribuinte “substituído” poderá ressarcir-se do imposto retido por substituição tributária, na forma do art. 269 do RICMS-SP (Decreto nº 45.490/00). São elas:

  1. do valor do imposto retido a maior, correspondente à diferença entre o valor que serviu de base à retenção e o valor da operação ou prestação realizada com consumidor ou usuário final;
  2. do valor do imposto retido ou da parcela do imposto retido relativo ao fato gerador presumido não realizado;
  3. do valor do imposto retido ou da parcela do imposto retido relativo ao valor acrescido, referente à saída que promover ou à saída subseqüente amparada por isenção ou não-incidência;
  4. do valor do imposto retido ou da parcela do imposto retido em favor deste Estado, referente a operação subsequente, quando promover saída destinada a outro Estado.

Para todas essas hipóteses listadas, a Portaria CAT nº 42/18 dispõe de disciplina a fim de que o contribuinte possa pedir ressarcimento do ICMS. Contudo, a hipótese prevista no “item 1” também poderá exigir do contribuinte o complemento do imposto.

Diante desse aspecto e, para simplificação dos procedimentos relacionados entre ressarcimento e complemento, foi criado o ROT-ST.

 

2.ROT-ST

O Regime Optativo de Tributação da Substituição Tributária (ROT-ST) é a dispensa de pagamento do complemento do ICMS retido antecipadamente por substituição tributária (ICMS-ST), nas hipóteses em que o valor da operação com a mercadoria for maior que a base de cálculo da retenção do imposto, compensando-se com a restituição do imposto assegurada ao contribuinte ( art. 1º, § 1º da Portaria CAT nº 25/2021).

Durante o período em que o contribuinte estiver credenciado no ROT-ST, não poderá exigir o ressarcimento do valor do imposto retido a maior, correspondente à diferença entre o valor que serviu de base à retenção e o valor da operação com consumidor ou usuário final.

Entretanto, poderá ressarcir-se, normalmente, das outras hipóteses de restituição indicadas nos itens “2” a “4” do tópico 1, pela disciplina da Portaria CAT nº 42/18.

 

  • QUEM PODE SE CREDENCIAR NO ROT-ST

Pode solicitar o credenciamento no ROT-ST o contribuinte:

  1. substituído exclusivamente varejista;
  2. substituído atacadista e varejista, em relação às operações em que trabalhe como varejista.

 

  • CREDENCIAMENTO NO ROT-ST

O credenciamento teve prazo de adesão até 30/11/2021, efetua-se por meio de pedido no Sistema e-Ressarcimento, disponível no endereço eletrônico https://www.fazenda.sp.gov.br/eRessarcimento.

O pedido de credenciamento deverá incluir todos os estabelecimentos localizados em território paulista, pertencentes ao mesmo titular e que operem no segmento varejista, permanecendo por 12 meses sob credenciamento para que possa, eventualmente, apresentar renúncia caso for de interesse do contribuinte.

 

  • MEI e EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL

O MEI – Microempreendedor Individual – está automaticamente credenciado no ROT-ST desde 1º de agosto de 2021, a não ser que manifeste a renúncia no sistema e-Ressarcimento. Já o optante pelo Simples Nacional (SN) está credenciado no ROT-ST desde 1º de dezembro de 2021, a não ser que manifeste a renúncia no sistema e-Ressarcimento.​

 

Por: Luciana Benassi

 

Sobre o autor

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga nosso blog

Digite seu email para acompanhar nosso blog e receber notificação de novos conteúdos.