A valorização do profissional Contábil no Brasil com a era da NF-e e declarações digitais

Há alguns anos, o trabalho do profissional contábil era muito diferente do que se vê nos dias de hoje. A nota fiscal era de papel, e trazia apenas algumas informações básicas. Muitas vezes, nem a denominação do material era legível. As declarações acessórias existentes na época não possuíam um por cento da complexidade das informações hoje requeridas.

Com o projeto da nota fiscal eletrônica, fez-se necessário imputar um crescente número de informações fiscais em seu preenchimento. Atuando como um instrumento de fiscalização pelo governo para cruzamento de dados, seu preenchimento passou a exigir cada vez mais conhecimento técnico por parte dos profissionais contábeis.

Uma nova visão

O aumento na complexidade dos dados fiscais exigidos nas declarações como SPED Fiscal, SPED Contribuições, ECF, EFD-REINF, DCTF-Web e outras, apresenta às organizações a necessidade de optarem por soluções tecnológicas como automação, inteligência artificial e machine learning para garantir maior agilidade e confiabilidade aos procedimentos de apuração e transmissão de documentos fiscais.

Atualmente, a busca constante pela concretização da transformação digital pelas organizações traz como uma de suas premissas o estabelecimento de uma rede de talentos aberta e com experiência digital, o que significa o desenvolvimento de programas de treinamento com foco em competências digitais e habilidades sob demanda para desenvolver uma força de trabalho flexível.

Esse movimento também exige que os profissionais da área tributária busquem se reinventar e ir além do estudo das legislação, a fim de que dominem os novos sistemas de declarações e mantenham-se atualizados e eficientes em suas funções.

Apesar dos desafios que apresenta, a nova realidade do setor tributário traz perspectivas de grandes melhorias de performance. Análise recente realizada pela Deloitte sobre as tendências que trarão desafios e oportunidades para o setor em cinco anos aponta que  novas habilidades serão exigidas do profissional da área, sendo esperado que desempenhe maior atuação na resolução de conflitos ou controvérsias, por exemplo.

Para suprir tal expectativa, é ideal que esses profissionais foquem em desenvolver habilidades inerentes ao bom relacionamento humano, tais como empatia, criatividade, ética e emoção. Também é esperado que haja uma integração entre os diversos setores das empresas, uma vez que os dados tributários serão integrados entre os setores fiscal, contábil, financeiro e comercial.

Diante desse cenário, os profissionais da área passaram a ter maior reconhecimento e valorização dentro das organizações em que atuam. Atualmente, está claro que um profissional contábil não se limita a assinar balanços, mas é também qualificado para reduzir custos consideráveis nas empresas por meio do planejamento tributário e da correta apuração dos impostos.

Sobre o autor

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nosso blog

Digite seu email para acompanhar nosso blog e receber notificação de novos conteúdos.