0 comments on “Estamos atentos!”

Estamos atentos!

Governo consegue aprovar a desoneração da folha, um de seus projetos de Reforma Tributária

Devido à greve dos caminhoneiros, o governo conseguiu aprovar o projeto que reonera a folha de pagamento. A matéria, que estava parada no Congresso, provavelmente não seria aprovada antes das eleições de outubro não fosse a distração provocada pelo movimento que paralisou as estradas durante 11 dias.

Embora a reoneração da folha de pagamento tenha sido aprovada em maio, só entrará em vigor em 1º de setembro deste ano, por causa da noventena prevista na Constituição. Trata-se do princípio que exige o prazo de 90 dias a partir da publicação para que tenha efeito uma lei ou decreto que determine aumento de tributo.

0 comments on “Novidades da NF-e 4.0”

Novidades da NF-e 4.0

Esteja atento às mudanças recentes da Nota Fiscal Eletrônica
Prorrogação de prazos para desativação da NF-e 3.10 e alterações de layout da NF-e 4.0

Foi publicada versão 1.60 da Nota Técnica 2016.002[1], prorrogando o início da obrigatoriedade da NF-e 4.0 para 02 de agosto de 2018 e trazendo importantes mudanças no preenchimento e validação de seus campos.

Por um lado, essa notícia trouxe alívio para muitos contribuintes que ainda estão adaptando seus sistemas ao novo layout da Nota Fiscal Eletrônica. Por outro lado, as recentes alterações da NF-e 4.0 trouxeram também maior complexidade para o preenchimento dessa obrigação acessória, majorando as já muitas dúvidas sobre o seu correto preenchimento após a iminente desativação da NF-e 3.10.

0 comments on “Cloud é realidade para compliance fiscal”

Cloud é realidade para compliance fiscal

Para atender às exigências do Fisco, adoção da nuvem pode ajudar as empresas que pretendem alcançar a conformidade fiscal

As mudanças da legislação tributária, impostas pelo Fisco, sempre causam impactos para os contribuintes brasileiros. Nos últimos anos, depois que a Receita começou a exigir um volume de informações cada vez maior, esse cenário piorou ainda mais. Para entender melhor do que estamos falando, é preciso conhecer alguns números. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), foram editadas em média 46 novas normas tributárias por dia, ou 1,92 normas por hora, toda estrutura criada pelas companhias para atender a burocracia do Fisco, consome em média 1958 horas por ano, e para piorar, no Brasil, 1 a cada 200 colaboradores trabalham na área fiscal.

0 comments on “SYN4TDF, a solução que combina a tecnologia da SAP com inteligência fiscal”

SYN4TDF, a solução que combina a tecnologia da SAP com inteligência fiscal

Quem paga imposto de renda – ou seja, todo mundo – sabe como a Receita Federal é eficiente na hora de controlar as obrigações com o Fisco. Ainda mais quando se trata de acompanhar a regularização das exigências tributárias devidas pelas empresas, a tecnologia é uma arma cada vez mais usada. Entre os exemplos desse avanço estão as novas obrigações, como o Reinf, e os mecanismos de auditoria automatizada.

0 comments on “Reforma do PIS e Cofins não vai acabar com subsídios por enquanto”

Reforma do PIS e Cofins não vai acabar com subsídios por enquanto

Em recente entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que não serão eliminados subsídios na primeira etapa da reforma tributária. Ele fez diversas críticas ao excesso de concessão de benefícios fiscais, que custariam ao Estado 4% do PIB, duas vezes mais do que a média no mundo.

0 comments on “Evento de Retenção na Fonte (atual evento R-2070 da REINF)”

Evento de Retenção na Fonte (atual evento R-2070 da REINF)

Aviso às pessoas jurídicas: está chegando a hora de aposentar a Dirf, cumprindo assim mais uma etapa da implantação da EFD-Reinf pela Secretaria da Receita Federal do Brasil. O evento que vai substituir a atual Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte foi batizado como “R-2070 – Retenções na Fonte – IR, CSLL, Cofins, PIS/Pasep”.

“A substituição está prevista para 2019, mas tudo indica que os testes de validação terão início no próximo mês de novembro”, informa Leonel Siqueira, gerente tributário da SYNCHRO. Esse cronograma permite que as empresas se preparem, buscando informações e ajustando seus processos internos de captação e registro de informações contábeis.

0 comments on “Reforma Tributária: qual o melhor modelo para o Brasil?”

Reforma Tributária: qual o melhor modelo para o Brasil?

O Estado brasileiro precisa de reformas estruturais para alavancar o crescimento econômico do país. E a reforma tributária é a principal delas. Por quê? Primeiramente, nosso sistema de arrecadação e gestão de tributos é uma trava para o desenvolvimento, principalmente pela sua complexidade legislativa, regimes de exceções, multiplicidade de regras, em muitos casos, decorrente de incentivos e isenções, guerras fiscais, resultando em muita burocracia e insegurança jurídica. Outro ponto negativo é que a arrecadação tributária no Brasil não cumpre com a finalidade primordial que é dar ao Governo as condições ideais para atender as necessidades financeiras no âmbito social, da saúde, segurança e bem-estar da população.

0 comments on “Sped aumenta o nível das informações prestadas no Lalur e Lacs”

Sped aumenta o nível das informações prestadas no Lalur e Lacs

São cada vez mais detalhadas as informações exigidas pela Receita Federal no preenchimento da Escrituração Contábil Fiscal (ECF), uma das partes do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), que está em sua quarta edição este ano. O objetivo é comprovar a origem dos valores ajustados ao lucro líquido contábil para estabelecer o lucro real, que determina o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

0 comments on “Não erre ao calcular o FECP nas operações com Substituição Tributária no RJ”

Não erre ao calcular o FECP nas operações com Substituição Tributária no RJ

FECP (Fundo de Combate à Pobreza e às Desigualdades Sociais) x ICMS devido por Substituição Tributária no Estado do Rio de Janeiro

FECP – Alíquota do ICMS – ICMS ST – MVA – Cálculo

Sua empresa remete mercadorias sujeitas ao Regime de Substituição Tributária para clientes estabelecidos no Estado do Rio de Janeiro ou tem estabelecimento naquele Estado e opera com mercadorias sujeitas ao referido regime no mercado interno? Se a resposta for sim, é essencial que algumas questões sejam observadas no cálculo do FECP (Fundo Estadual de Combate à Pobreza e às Desigualdades Sociais) quando o ICMS for devido em razão da Substituição Tributária.

2 comments on “Nuvem, a solução das organizações modernas para a gestão tributária”

Nuvem, a solução das organizações modernas para a gestão tributária

O mundo empresarial está em um período de grande transformação digital, e um dos carros-chefes dessa revolução é a computação em nuvem, ou cloud computing. Considerada até há pouco tempo uma tendência, essa tecnologia se solidificou como o caminho natural trilhado pelas organizações para seus investimentos em tecnologia da informação. O aumento do interesse no uso da virtualização vem da percepção dos benefícios de sua adoção, que atingem simultaneamente diversos departamentos na estrutura organizacional, TI e áreas de negócio entre eles.