A gestão de estoque é uma ferramenta essencial no processo de tomada de decisão e, principalmente, para que objetivos principais do negócio sejam atingidos: lucro e a satisfação dos clientes. Empresas que controlam eficientemente seus estoques, frequentemente, conseguem praticar melhores preços, atendendo com agilidade e mais qualidade no serviço prestado ou produto comercializado.

A falta de gerenciamento de estoque pode ser fatal para muitas empresas, uma vez que influenciam diretamente os gastos, assim como as receitas. Um controle eficiente maximiza o capital de giro, auxilia o setor de logística e dá suporte as setores de vendas e Compras da empresa. Além disso, auxilia gestores a não caírem nas armadilhas de mercadorias estagnadas ou deixar de vender por falta de um produto.

Levantamos 4 problemas que sua empresa pode ter com uma gestão de estoque ruim. Confira!

1. Falta de atualização do estoque

Toda e qualquer movimentação de estoque deve ser imediatamente atualizada, independente se for entrada ou saída de mercadorias. O adiamento de informações sobre o estoque – seja por um simples esquecimento, pode acarretar sérios prejuízos ocasionados pela falta de contabilização de itens.

2. Estoque sem integração com outros setores

O controle de estoque, na sua grande maioria, é realizado de forma centralizada, mas isso não impede que outros setores trabalhem de forma coordenada, como é o caso dos Setores de Compras e Vendas, principalmente quando se trata de integrações com as informações financeiras da empresa. Caso isso não ocorre, existe uma grande probabilidade de surgir erros de informação, retrabalhos e até prejuízos financeiros.

Uma forma simples e prática de conseguir um controle centralizado é utilizando um software de gerenciamento de estoque. Isso porque ele auxilia na integração de diversos processos de setores diferentes, acelerando processos decisórios e a identificação rápida de falhas nos processos de trabalho.

3. Informações incompletas

Um dos grandes vilões de muitos gestores é não ter conhecimento sobre o que se tem em estoque e, possivelmente, o que deve ser verificado, como é o caso da emissão de notas fiscais, funcionamento de processos, entre outros processos. Caso um gestor não tenha um bom conhecimento das informações necessárias, provavelmente o gerenciamento de estoque não será efetivo.

O profissional responsável pela estocagem e pelo lançamento de produtos, sejam eles matérias primas ou itens finais a serem vendidos, precisam integrar todas estas informações com os outros setores, possibilitando uma visão global de todos os processos.

4. Dificuldade na elaboração do Bloco k

O controle de estoque é fundamental para que empresas obrigadas a elaboração do Bloco K possam compor as informações da produção e do estoque no Livro Registro de Controle e do Estoque no Sped Fiscal.

Em casos de diferenças entre saldos, ou informações apresentadas não justificadas, estas poderão configurar sonegação fiscal, além de pesadas multas. Na falta de informações correspondentes as Fichas Técnicas dos produtos, das perdas ocorridas no processo produtivo, insumos consumidos e da quantidade produzida, o Fisco passará a autuar e aplicar penalidades que variam conforme o tipo de infração.

Baixe nosso e-book  e comece o quanto antes o controle de estoque da sua empresa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s