o-que-nao-pode-faltar-na-gestao-de-estoque-da-sua-empresa-1661

Uma gestão de estoque eficaz envolve diversos fatores que não devem ser neglienciados pelos gestores. Em muitos casos, ações simples podem ser suficientes para mudar consideravelmente os resultados.
No artigo de hoje, vamos apresentar algumas questões que não podem faltar na gestão de estoque da sua empresa e falar um pouco mais sobre cada uma delas. Quer saber quais são? Continue acompanhando e confira.

Gestão de entradas e saídas

Para um controle de estoque eficaz, é preciso controlar as movimentações que são realizadas. Isso significa registrar tudo o que entra e sai do estoque da sua empresa.

Isso é importante para que se possa saber realmente quais foram as operações realizadas, identificar o giro dos materiais dentro do estoque, controlar as devoluções e trocas e ter base histórica para realizar a previsão de demanda.

Previsão de demanda

A previsão de demanda auxilia na compreensão do comportamento do consumidor em determinados períodos. Ainda que não seja um método 100% assertivo, é seguro dizer que ele é confiável o suficiente para que o setor de compras possa se basear na hora de realizar as aquisições de novas mercadorias.

Assim, o risco de encher o estoque com itens que não serão vendidos ou deixar de atender pedidos por falta de itens é minimizado ou praticamente eliminado.

Inventários cíclicos

Muitas empresas adotam a realização do inventário anual para a conferência dos seus itens em estoque. Essa medida é muito importante para colocar os números em dia, visto que é possível que, durante a rotina, as quantidades físicas acabem sofrendo uma discrepância com o que é apontado no sistema.

É ai que entra a importância dos inventários cíclicos. Eles ajudam a detectar, com o menor tempo possível, as falhas que levam a essas discrepâncias, bem como quais são suas causas e o que precisa ser feito para solucionar o problema. Vale lembrar que, quanto menos tempo demorar para identificar um problema e agir na sua causa, mais eficaz erá a solução!

Utilizar um sistema de gestão

A tecnologia tem se desenvolvido consideravelmente nos últimos anos para atender aos negócios e aprimorar seus resultados. A implementação de uma ferramenta que ajude na gestão de estoque permite automatizar processos, garantir mais agilidade, maior produtividade, redução de erros e retrabalhos, redução de custos, mais segurança e confiabilidade na execução das atividades.

Bloco K

O Bloco K faz parte das obrigações do SPED Fiscal e é por meio dele que as empresas — fora do SIMPLES e do MEI — têm que apresentar as informações referentes a estoques e insumos que são utilizados para produção de suas mercadorias.

Por se tratar de uma obrigatoriedade fiscal, as empresas não podem deixar de se adequar e cumprir com o que a Receita Federal determina, prestando contas a respeito das movimentações do seu estoque e seus meios de produção.

Como podemos ver, para uma gestão de estoque adequada, algumas questões envolvem a mudança ou a inclusão de novos processos, enquanto por outro lado também envolve a adequação à obrigatoriedade fiscal do SPED — preocupação que deve ir muito além de apenas aprimorar os resultados.

O que achou do nosso artigo de hoje? Quer saber mais sobre o que é o Bloco K e o que as empresas precisam fazer para se adequar? Adquira gratuitamente o nosso Guia descomplicado do Bloco K e tire suas dúvidas agora mesmo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s