Foi dada a largada novamente. A partir de 1º de janeiro de 2017, muitas empresas industriais e ligadas ao setor terão uma nova obrigação: entregar ao fisco o Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque, o famoso Bloco K, que já vem tirando o sono de muitos empreendedores.

A obrigatoriedade da entrega será mensal e o registro deverá ser feito digitalmente, por meio do Sped Fiscal. Sem dúvida, a implementação do Bloco K trará profundas mudanças nas organizações, exigindo que a contabilidade de custos passe a integrar as novas necessidades do fisco. Deverão ser fornecidas informações de produção, insumos, perdas, produto final, trabalho de terceiros, estoque e venda. O Bloco K do Sped Fiscal é composto por diversos registros, assim como os demais blocos da EFD. Separamos aqueles que mais se destacam. Confira!

K100: período de Apuração do ICMS/IPI

Informa o período de apuração do ICMS ou do IPI, priorizando os mais curtos. Importante destacar que, em casos de mais de um período de apuração no mês, será preciso declarar um registro K100 para cada intervalo no mesmo arquivo. Os campos DT_INI e DT_FIN não podem ser os mesmos no caso de dois ou mais registros.

K200: estoque escriturado

Este registro tem como objetivo informar o saldo em estoque escriturado do final do período de apuração informado no Bloco K, isto é, de acordo com o tipo de produto estocado no último dia do mês. São separados aqueles em poder da empresa, os que estão com terceiros, além dos que são de propriedade de terceiros e que estão de posse da companhia.    .

K220: outras movimentações internas entre mercadorias

Informa todos os fluxos internos entre mercadorias que não se enquadram nas movimentações nos Registros K230, K235 e K255, respectivamente movimentações de consumo de material, de produção efetuada e de consumo de material ocasionado por terceiros.

K230: itens produzidos

Informa toda a produção efetuada pela empresa no período, considerando o processo e produto acabado. Este registro deve existir mesmo que a quantidade produzida acabada seja equivalente a zero. Deve incluir a identificação da ordem de produção, produto da ordem de produção e quantidade ou unidade de medida produzida.

K235: insumos consumidos

Este registro tem como propósito apresentar todos os insumos requisitados para fabricação dos itens produzidos informados no K230. A quantidade requisitada de cada material também passa a ser incluída.

K250: industrialização efetuada por terceiros — itens produzidos

O Registro K250 pretende informar sobre a quantidade de produção efetuada que foi remetida para industrialização por terceiros, vinculada ao produto resultante, incluindo a quantidade produzida e informação do produto.

K255: industrialização em terceiros — insumos consumidos

O objetivo deste registro é revelar a quantidade de insumos utilizados para a fabricação dos itens remetidos para industrialização por terceiros, ou seja, vinculados ao K250. Inclui a quantidade consumida de cada material.

Está precisando de ajuda para se adequar ao Bloco K do Sped Fiscal? A Synchro é a ferramenta ideal para lhe auxiliar nesse processo de implementação. Socilite nosso atendimento. Não se esqueça de deixar suas sugestões no espaço de comentários!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s