Fazer auditoria é imprescindível para muitas organizações e, em determinadas empresas e entidades, ela costuma até ser obrigatória. Basicamente, por normalmente ser realizada externamente e possuir independência em suas análises e avaliações, é esse tipo de auditoria que assegurará que as informações financeiras e contábeis de uma empresa são confiáveis, livres de erros ou fraudes. Um dos seus principais objetivos é compartilhar seu parecer para todos os stakeholders daquela entidade, ou seja, investidores, acionistas, funcionários, governo, consumidores, dentre outros.

Além de fornecer informações para o público externo, as informações obtidas pela auditoria externa podem ser extremamente úteis para a própria administração da empresa, visto que ela atestará por exemplo, se a sua situação financeira realmente é positiva, se os tributos estão sendo apurados corretamente, e se os seus sistemas de controle interno são eficazes.

Conheça os 3 principais tipos de auditoria externa e veja qual é o mais indicado para o seu tipo de negócio. Confira!

Auditoria Fiscal

Um dos principais objetivos desse tipo de auditoria é avaliar se as obrigações tributárias da empresa estão sendo cumpridas de maneira correta, de acordo com a legislação vigente. Por isso, muitos também a nomeiam como auditoria tributária. Através dela, é avaliado todo o processo de apuração e pagamento de tributos, e as formalidades necessárias para o pagamento, ou seja, as obrigações acessórias.

Dessa forma, fica mais fácil para o gestor realizar o seu planejamento tributário, bem como elaborar sistemas eficazes para o monitoramento e o pagamento dos tributos de acordo com a legislação, diminuindo assim os riscos fiscais. E o que seriam os riscos fiscais? Basicamente, esse tipo de risco pode ser encarado com os possíveis ônus que a sua empresa está enfrentando por não se adequar à legislação fiscal.

Quando falamos em ônus, não nos referimos apenas ao pagamento indevido de tributos, a maior, por conta de problemas de monitoramento, que podem envolver uma série de erros comuns, como a não compensação de tributos, problemas ligados à apuração, entre outros. Nos referimos também ao não cumprimento de obrigações acessórias (as declarativa, como o SPED), e o não aproveitamento de incentivos fiscais concedidos pelo governo.

A auditoria Fiscal ou Tributária apresenta, portanto, soluções e propostas para a economia de tributos de uma forma geral (pagamento, cumprimento de obrigações acessórias e aproveitamento de incentivos fiscais), dos três entes federativos: Federal, que envolve o PIS, Cofins, IRPJ, CSLL, IPI, II, IOF, ITR, IRPF, DIPJ, Dirf, DCTF, Dacon e DITR; Estadual, em tributos como o ICMS, IPVA, Gias, ICMS, e Sintegra; e, por fim, na órbita municipal, envolvendo o ISS, IPTU e TLF.

Auditoria Contábil

Esse é o tipo mais tradicional de auditoria — ele é feito por meio de uma série de técnicas, procedimentos e métodos para examinar os registros contábeis e financeiros de uma organização.

Nesse tipo de auditoria, o grande objetivo é obter informações que permitam analisar se a situação econômico-financeira da empresa realmente está bem expressa nas demonstrações, ou seja, ele verifica se não há distorções que possam comprometer a análise de todos os interessados naquelas informações.

Além disso, é esse tipo de auditoria que verifica se os registros contábeis da empresa estão sendo realizados de acordo com as práticas adotadas no Brasil, como também certifica se os fluxos de caixa, o resultado das operações e as mutações do patrimônio líquido, estão sendo elaborados corretamente.

Auditoria Operacional e de Sistemas

A auditoria operacional e de sistemas é responsável pelo controle das atividades relacionadas a todo o desempenho da organização. Em outras palavras, ela atua nos seus ciclos operacionais. Serão avaliados diversos departamentos como o de vendas, o pessoal, de custos, de estoques, dentre outros.

O objetivo é similar ao da auditoria contábil, ele avalia se os controles realizados pela empresa nesses ciclos operacionais estão sendo realizados de maneira efetiva, evitando fraudes e erros. Assim, é possível assegurar que todas as informações estejam sendo prestadas de maneira útil para a organização e sem distorções.

Agora que você já aprendeu sobre os 3 principais tipos de auditoria externa, conheças as vantagens que uma solução da Synchro oferece.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s