A obrigatoriedade do e-Social é uma realidade cada vez mais próxima para as empresas, e estas devem ter organização para atender a demanda breve do Governo Federal, órgão responsável pelo projeto e-Social. Neste artigo a abordagem será a respeito do envolvimento do RH neste projeto. Você sabe como este profissional/departamento deve lidar com o projeto?

O e-Social

De responsabilidade do Governo Federal, o projeto e-Social tem preocupado algumas empresas devido a complexidade demandada. Este projeto engloba a Receita Federal, Ministério do Trabalho, INSS e a Caixa Econômica e busca consolidar as questões financeiras da empresa com relação à folha de pagamento.

Quando estiver em funcionamento, as informações que hoje são enviadas separadamente, tais como CAGED, GFIP, RAIS e outros, serão unificadas.

As mudanças nos processos de RH

O RH das empresas deverá cumprir os prazos para envio de informações para a Receita Federal, após envio das informações, a Receita irá validar e emitir protocolo. O prazo para envio das informações pode variar de acordo com o evento, por exemplo, admissões e demissões devem ser enviadas instantaneamente, a folha de pagamento terá um dia fixo no mês, alterações de turnos de horários devem ser enviadas sempre que ocorrer e alterações de salário, um dia depois da alteração.

Como o RH deve lidar com o e-Social

Os profissionais de RH devem estar seguros a respeito das informações que serão enviadas para a Receita Federal, pois todas as movimentações devem ser coerentes com a legislação do momento.

É recomendada ao RH a realização de atualização de dados cadastrais dos funcionários periodicamente, sempre se atentando às informações que deverão ser obrigatoriamente enviadas à Receita Federal, como posse de imóveis, dados completos de documentos, dependentes, etc.

Conheça também os mitos e verdades sobre o e-Social

Integração entre áreas da empresa

O e-Social praticamente obriga que as diferentes áreas das empresas tenham total interação entre si, pois o projeto é voltado para obrigações financeiras de folha, o que envolve Folha de Pagamento, Contabilidade, Área Tributária e Fiscal e RH, onde estão os profissionais com a maior operação, como inputs de admissões, demissões, dados cadastrais e movimentações diversas.

Os processos de RH que dependem dos gestores possivelmente sofrerão muitas melhorias, como entendimento sobre a necessidade do cumprimento de prazos e procedimentos para que estes estejam de acordo com a legislação.

Visão geral sobre os impactos da implantação do e-Social

As demandas deste novo projeto são complexas e as informações a serem passadas ao fisco devem ser centralizadas, dados sob responsabilidade de diversas áreas deverão se direcionadas ao RH — com isso, muitos procedimentos já sólidos dentro das empresas deverão ser modificados.

Como citamos acima, todas as movimentações, sejam demissões, transferências entre áreas, admissões, deverão ser informadas pelo RH via e-Social. Esta prática irá requerer integração de dados de toda a empresa, uma das principais dificuldades hoje.

Para o cumprimento adequado e atendimento da legislação, o comprometimento das áreas e da alta gerência é de fundamental importância. Apesar do empenho necessário e obrigatório de diversar áreas, o RH será uma das áreas mais impactadas com a implantação do e-Social, portanto, é fundamental que os gestores preparem suas equipes e recursos o quanto antes.

Para facilitar este processo, os profissionais de RH podem contar com a tecnologia. Conheça a solução que a Synchro criou para o e-Social!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s