A capacidade computacional de armazenamento ilimitado proporcionada pelos serviços de Cloud Computing vem evoluindo progressivamente e de forma proporcional ao aumento da necessidade das empresas de todos os portes em virtualizar sua organização, reduzindo custos e maximizando a eficiência e elasticidade na alocação de suas informações mais importantes. Entretanto, especialmente os setores que trabalham com dados fiscais devem estar atentos ao desenvolvimento de uma política sólida em segurança da informação, a fim de que a mobilidade proporcionada pelo acesso à nuvem de múltiplos pontos não se transforme em vulnerabilidade institucional.

Aqui você descobrirá 5 tendências para o uso de tecnologias de cloud e segurança em 2015! Curve-se às facilidades da nuvem, mas sem deixar de lado a proteção de seu patrimônio!

1) O self-service dos recursos computacionais

A tendência mais proeminente em 2015 no campo empresarial é a adoção cada vez mais intensa dos recursos de tecnologia da informação contratados sob medida e no limite exato às necessidades de cada corporação. Nesse prisma, o Cloud (Nuvem) ganha corpo, à medida em que as empresas tendem a trocar os altos gastos com licenças e serviços de help desk de apps pelo “aluguel” pontual de softwares, os quais estarão sempre atualizados e nem sequer precisam ser baixados em uma máquina física (gerando, além da redução de custos, economia de espaço em disco nos computadores das organizações). O cerne da questão aqui, entretanto, é contratar uma empresa especialista em soluções digitais, a fim de que toda a tecnologia de segurança da informação necessária esteja intrinsecamente ligada ao uso dos recursos virtuais.

2) Indo adiante ao Saas: IaaS e Paas

Quem adere ao armazenamento de arquivos e aplicativos em nuvem, não tarda a desbravar as vantagens do IaaS (Infraestrutura como Serviço: toda a infraestrutura de TI é virtualizada e a empresa não precisa mais se preocupar, por exemplo, com ativos de rede ou espaço em disco) e PaaS (Plataforma como Serviço, rede de provedor de serviços e sistema operacional disponíveis conforme a necessidade). Para o caso específico de empresas que alocam seus dados fiscais em nuvens, mais uma vez vale a pena salientar a necessidade se configurar um sistema que interligue com excelência acesso á rede sob demanda e segurança de TI.

3) Popularização de auditoria nos hosts e controles de conformidade sobre os processos alocados em nuvem

Imagine alocar os dados e registros contábeis a serem inseridos ECF (Escrituração Contábil Fiscal) e, posteriormente, descobrir que estes foram alterados/deletados. O conflito entre mobilidade e segurança é apenas aparente quando se adota medidas eficientes no controle do acesso aos dados. A mais importante delas é consolidar parcerias com empresas especialistas em soluções fiscais eletrônicas. Através de ferramentas digitais como as oferecidas pela Synchro, é possível conciliar com perfeição as tecnologias de cloud e segurança. Além disso, sistema automático de auditoria nos hosts, realização de backups periódicos, adoção de sistemas modernos de encriptação de dados, além de integração com sistemas ERPs são ferramentas auxiliares usadas por grandes empresas de soluções digitais que podem salvar seu patrimônio e que tendem a ser utilizadas ainda com maior vigor em 2015. Clique aqui e descubra mais sobre esse universo de virtualização e segurança de dados.

4) Aprimoramento na política de controle de APIs

A utilização dos recursos de tecnologia da informação no gerenciamento dos mais sigilosos dados corporativos impõe cuidados redobrados, sobretudo na gestão de APIs (Interface de Programação de Aplicações). Isso porque, quando inseguros, estes apps de interface podem facilitar intrusões, além de ataques que visam à inserção ou alteração de dados em seu ambiente virtual, por meio de bad loads ou cross scriptings (um script malicioso de exploração de vulnerabilidades), por exemplo. A tendência para este ano é o aprimoramento ainda maior dos sistemas de controle de APIs, bem como dos próprios conjuntos de padrões de aplicações a serem desenvolvidos para o universo Cloud Computing.

5) Crescimento da chamada Nuvem Híbrida

De acordo com um dos mais importantes players de serviços de consultoria em TI, a Capgemini, até 2019, cerca de 76% das empresas devem adotar a nuvem híbrida em sua infraestrutura. Este modelo, que funde nuvem privada interna com recursos fornecidos por provedores de serviços de nuvem pública deve crescer ainda mais em 2015 e é uma alternativa interessante para as empresas que desejam ganhar vantagem competitiva e dar mais agilidade em seus processos de negócios ou organização de seus dados fiscais. E esta é a grande vantagem do trabalho em nuvem, o de interligar diversas tecnologias e softwares, tornando o trabalho ainda mais fácil e unificado!

Ficou com alguma dúvida sobre tecnologias de cloud e segurança ou como aplicar isso no contexto de sua empresa? Escreva para nós!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s